10 de janeiro de 2010

A Real Fábrica do Gelo

Olá Abelhuscas e restantes amigos,
Estamos a bater o dente com tanto frio. Temos de nos agasalhar com várias peças de roupa para ver se ninguém se constipa.
O prometido é devido e, ainda não na versão final, aqui vai um pequenissimo aperitivo sobre algumas das coisas que fizemos durante a pretérita (passada) semana.
Em primeiro lugar temos uma fotografia dos nossos amigos da Pré que nos vieram cantar canções dos Reis. Foi bonito, não foi? Obrigada à Mestr@ Isabel responsável por esta área do ensino. estava tudo fantástico e as abelhuscas adoraram.
A segunda fotografia é de um livro que nos foi oferecido pela Mestr@ Ivone.
O livro conta uma história muito bonita de uma abelha que quer pousar numa rosa, só que esta está numa vidraça e... qualquer dia vamos ler a história e depois colocamos aqui o som dessa leitura.
Ficámos muito contentes com esta oferta, que vai direitinha para a nossa biblioteca, e assim vai permitir que cada uma das abelh@s possa levar e ler em casa.
Um obrigada pela oferta.
A última fotografia é da visita que fizemos ao Palácio Nacional da Ajuda.
Brevemente teremos aqui a totalidade das fotos.
Esta visita e os dias de frio que estamos a viver lembram-me a Serra de Montejunto e a sua Fábrica de Gelo. É verdade! sabiam que aqui tão perto temos uma montanha lindíssima com uma fábrica de gelo? Pois é. Em baixo deixo uma pequena história desse espaço fantástico e que devem visitar assim que puderem.
A visita ao Palácio Nacional foi muito bonita. O nosso Obrigada à Ana Mafalda que nos guiou. A seguir a história da Fábrica de Gelo.
A Serra de Montejunto, situada a 60km a norte de Lisboa, ergue-se entre o Cadaval, Alcoentre, Alenquer e a Vila Verde dos Francos, numa extensão de 15 quilómetros de comprimento, por 7 de largura, estando o seu ponto mais elevado a uma altitude de 666 metros.
O hábito de saborear gelados e matar a sede com bebidas frescas nos dias quentes de Verão terá vindo de Espanha e introduzido em Portugal pela corte de Filipe II. Não existindo ainda as modernas tecnologias de refrigeração, o recurso à neve e ao gelo constituía a única alternativa possível.
Praticamente tudo o que se sabe sobre esta interessante actividade, que deverá ter cessado em finais do Séc. XIX, (o frigorifico foi inventado por Gorrie em 1850, mas só no final do século viria a ser comercializado por toda a Europa), se deve à tradição oral. São ainda vivos descendentes de pessoas que trabalharam no fabrico da "neve'". Era assim que quando chegava o mês de Setembro se enchiam os tanques rasos de água e durante a noite se esperava que o frio a congelasse. Quando o gelo se formava, o guarda da fábrica ia a cavalo até à aldeia de Pragança e, com uma corneta, acordava as pessoas para que, antes do nascer do sol, num trabalho árduo e duro, partirem as placas de gelo, amontoando os fragmentos e depois os carregarem para os silos de armazenamento, onde era conservado até à chegada do Verão. Na época do calor, era toda a saga do transporte até à capital do reino. Primeiro era o dorso dos animais que transportavam a preciosa carga, para vencer o acentuado desnível da serra, depois as carroças faziam chegar o mais rápido possível o gelo aos "barcos da neve", ancorados na Vala do Carregado que por sua vez o levavam para Lisboa.

Fonte: Carregar aqui e aqui.

Um bom resto de fim de semana para todos e amanhã lá estaremos.

Até já.
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Aqui fica um comentário da Mestr@ Maria da Cruz sobre este assunto.

Maria da Cruz disse...

Olá,abelhinhas!

Para todos, e professora Isabel, desejo um novo ano com muita saúde e muitos e bons trabalhos!
Acabei de ser informada pela vossa mensagem de que na Serra de Montejunto há a Fábrica do Gelo, o que para mim é uma verdadeira surpresa! Apesar de ter já esta idade,não sabia da existência dessa Fábrica. Gostei de saber... pois lá diz o ditado popular:

"APRENDER ATÉ MORRER"!!!

Agradeço a informação e irei colocar no meu blogue.
Um grande beijinho para todoas as abelhinhas, não esquecendo a "ABELHA MESTRA"ISABEL!
MARIA DA CRUZ

Janeiro 10, 2010

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Pois é, muito pouca gente sabe e é uma pena. Eu conheço bem a zona por vários motivos, um deles é o de ter feito escalada nessa zona. Existem por ali muitas e boas paredes, altas e com inclinações muito interessantes. As paisagens são também fantásticas.

A não perder.

1 comentário:

Maria da Cruz disse...

Olá,abelhinhas!
Para todos, e professora Isabel, desejo um novo ano com muita saúde e muitos e bons trabalhos!
Acabei de ser informada pela vossa mensagem de que na Serra de Montejunto há a Fábrica do Gelo, o que para mim é uma verdadeira surpresa! Apesar de ter já esta idade,não sabia da existência dessa Fábrica. Gostei de saber... pois lá diz o ditado popular:

"APRENDER ATÉ MORRER"!!!

Agradeço a informação e irei colocar no meu blogue.


Um grande beijinho para todoas as abelhinhas, não esquecendo a "ABELHA MESTRA"ISABEL!

MARIA DA CRUZ